Verbos regulares = pronúncias irregulares

Verbos regulares, pronúncias irregulares

Terminados em “ed” quando flexionados no Passado Simples e no Particípio Passado, os verbos regulares variam conforme a sonoridade desse sufixo

 Nas suas aulas de inglês você provavelmente já se viu em dúvida sobre se um verbo é regular ou não ou ainda, sendo ele irregular, qual é sua forma passada ou seu particípio.

Nada mais natural.

Muitas vezes a forma infinitiva e essas variações não têm sequer uma letra em comum e há vários padrões de flexão que se repetem em apenas poucos verbos.

A forma simples

Por outro lado, flexionar um verbo regular com o sufixo “ed” – às vezes só “d” mesmo (caso de arrived) – é, portanto, um exercício que dá uma certa sensação de alívio e conforto.

Para facilitar ainda mais, todo e qualquer sujeito, ou seja, todo e qualquer pronome pessoal usa o verbo flexionado da mesma maneira e serve tanto para o Passado Simples quanto o Particípio Passado do inglês.

Porém, esse alento não dura por muito tempo. Você sabia que a pronúncia dessas duas letras também varia bastante? De qualquer forma, se você gosta de se dedicar ao aperfeiçoamento da sua pronúncia, conhecer essas variações vai tornar mais fácil para você tanto reconhecê-las, quanto pronunciá-las.

The Music of American English Pronunciation | Coursera

 

Os três tipos de sons

São três as sonoridades possíveis. Para alguns verbos, o sufixo é pronunciado com um som de “t”.  Enquanto isso, outros pedem apenas um som de “d” ao fim do infinitivo do verbo e há ainda que soam como “id”.  Nunca a terminação dessa forma de conjugação verbal tem o som de “ed”, equivalente ao da abreviação de Edward.

Mas qual é o segredo?

O segredo para saber quais verbos regulares adotam qual dos três sons não é um facilitador, mas sim o que tira o alívio da previsibilidade desse grupo de verbos. Eles são dividindo em três subgrupos a serem memorizados pela pronúncia das terminações do infinitivo desses verbos. Ou seja, não é como esses infinitivos são escritos, mas sim como soam – ainda que muitas vezes isso coincida.

Verifique exemplo

Vale notar que a lista abaixo não traz tradução, pois esta implicaria em diversas flexões para cada verbo, conforme as regras da gramática portuguesa. Estas regras são:  a do pretérito perfeito, a do imperfeito e a do mais que perfeito, a o imperfeito do subjuntivo, além do particípio passado.

Portanto, como você já deve ter aprendido nas suas aulas de inglês, traduzir um mero passado/particípio do inglês acarreta listar a enorme quantidade dessas variações todas em português, como, por exemplo, entered:

(Eu) entrei/entrava/entrara/entrasse/entrado,

(Tu) entraste/entravas/entraras/entrasses/entrado,

(Ele/Ela) entrou/entrava/entrara/entrasse/entrado,

(Nós) entramos/entrávamos/entráramos/entrássemos/entrado,

(Vós) entrastes/entráveis/entráreis/entrásseis/entrado,

(Eles/Elas) entraram/entravam/entráramos/entrassem/entrado

 Complicado, não?

Assim sendo, vejamos os grupos dessas diferentes pronúncias pronúncias dos verbos regulares em inglês:

1. Grupo de terminações  que fazem o sufixo soar como “t”

Seguem infinitivos de verbos regulares com finais pronunciados com ch, f, k, p, s, sh ou x. Não é porque o verbo laugh (rir) termina em h que ele não enquadra, afinal esse infinitivo se diz “lóf” (Reino Unido) ou “léf” (EUA) e o que conta é a pronúncia.  O mesmo vale para o verbo dance, “dans” (Reino Unido) ou “déns” (EUA), ou seja, terminado com o som de “s”.

Exemplos:

ch: dispatched, punched, watched

f: coughed, briefed, sniffed

k: asked, faked, mocked

p: helped, typed, stomped

s: crossed, passed, released

sh: pushed, rushed, washed

x: fixed, mixed, relaxed

2. Grupo das terminações  que fazem o sufixo soar como “d”

Com infinitivos verbais regulares de que a pronúncia se encerra em b, g, l, m, n, r, v, w, y, z, bem como sons de vogais basta acrescentar um som de “d”, sem necessidade de um som vocálico de conexão.

Exemplos:

b: climbed, dubbed, rubbed

g: banged, belonged, longed,

l: called, filled, pulled

m: slammed, trimmed, welcomed

n: pinned, planned, spanned

r: roared, shared, stirred

v: believed, lived, loved,

w: allowed, followed, renewed

y: displayed, employed, played,

z: advised, closed, used

3. Grupo das terminações  que fazem o sufixo soar como “id”

 Este grupo pelo menos é mais fácil de ser memorizado, afinal inclui apenas verbos regulares com as terminações “d” e “t” no infinitivo.  O nítido som final de consonante naturalmente pede um som vocálico para que o “d” do sufixo “ed” possa realmente ser pronunciável e então reconhecido.

Exemplos:

d: decided, ended, needed

t: accepted, expected, wanted

  Quer conferir vários outros exemplos? Clique aqui:ThoughtCo | My Mooc

Se você acha muito difícil entender essas pronúncias sem ouvi-las, não se preocupe. Esta pequena aula deve te ajudar:

YouTube Brasil - YouTube

Aproveite e faça também este exercício para checar o quanto você aprendeu:

The Music of American English Pronunciation | Coursera

 

Prefere outro desafio de pronúncia com sons mais distantes do português? Que tal este aqui?

Tente, insista e se possível, grave sua voz e se ouça para comparar.

Qualquer progresso já é uma vantagem. Boa sorte!

languagePRO há 31 anos desenvolve cursos de idiomas para empresas e
profissionais. Ensinamos inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e português para estrangeiros. Nossa missão é oferecer a nossos clientes uma experiência única de aprendizagem, com cursos personalizados, inovadores e ajustados aos seus interesses; apoiados recursos tecnológicos, total flexibilidade e suporte integral,

#pronúncia #verbosregulares #sufixo #terminações #aulasdeinglês #pronnunciation #regularverbs #sufix #endings #englishclasses #LanguagePRO

 

 

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

    × Podemos te ajudar?