Laranja mecânica e sustentável – Futuro planejado

Produção sustentável 

Apesar de seu pequeno território, a Holanda se destaca por cada vez mais encontrar soluções que otimizam e expandem a produção agrícola

Antes de tudo, você talvez não saiba, mas é fundamental considerar que nos próximos 40 anos, a humanidade vai precisar produzir uma quantidade de alimentos equivalente ao que produziu nos últimos oito mil anos.

Ainda por cima, a mudança climática vai cada vez mais demandar tecnologias que estabilizem as condições de luz, umidade e calor de cada cultivo para que se garanta a colheita.

Este certamente é um dos temas mais importantes e urgentes que você pode debater nas suas aulas de inglês para negócios.

Sustentabilidade é primordial

Sustentabilidade não tem mais como ser uma mera palavra usada como um conceito que não resulta em mudanças estruturais nos mais diversos métodos produtivos relacionados a todas as atividades econômicas.

Prova de que isso não só é possível como muito benéfico é a Holanda, que investiu em inovação e aumentou em vinte vezes sua produção de alimentos utilizando 1/4 da água antes consumida.

Quanto você conhece da economia holandesa?

Tudo sobre a Holanda: conheça tudo sobre o país das tulipas

Sabe distinguir Holanda de Países Baixos?

Netherlands

 

Eficiência

Do mesmo modo, não adianta contar com mais recursos naturais, como solo e água, nem recursos técnicos e humanos, se a eficiência na produção não evolui consideravelmente. A situação é paradoxal, afinal é preciso aumentar a quantidade dos itens produzidos até quando há menos recursos.

A Holanda firmou um compromisso nacional de dobrar a produção cortando pela metade os recursos necessários para tanto. Hoje ela figura como o segundo exportador mundial de produtos agrícolas.

O governo holandês buscou, para tanto, estreitar laços com instituições científicas e a indústria de bens alimentícios. Enormes estufas equipadas com alta tecnologia foram a solução encontrada para se reduzir e controlar as variações climáticas.

Estas parcerias  permite até simular o clima de outros países e produzir ali tipos de legumes, verduras e frutas normalmente importados para o mercado local.

20 vezes mais

Vale comparar os dois métodos de produção de tomate. Plantado a céu aberto na Espanha, o tomateiro rende quatro quilos de alimento por metro quadrado.

Ao mesmo tempo, numa dessas modernas estufas holandesas, são coletados até 80 quilos, sendo que se gasta quatro vezes menos água. Esse rendimento 20 vezes maior não é caso isolado, já que o país também lidera mundialmente a produção de pimentões e pepinos por metro quadrado.

Controle total e minucioso e ajuda da Inteligência Artificial 

O controle sobre água, luz, temperatura e nível de CO2 nas estufas é meticuloso, mantido com inteligência artificial por meio de sensores e testes constantes que consideram inúmeras variáveis.

Entre as técnicas adotadas nessa inovação toda estão a comparação de diferentes tons de luzes de LED para aumentar a resistência contra pragas e o valor nutricional dos alimentos, bem como drones para identificar e então matar com suas hélices as mariposas que se transformariam em taturanas e causariam danos às plantas.

Questão global

A agricultura mundial ainda tem muito que evoluir para alcançar o padrão das estufas inteligentes holandesas.

Um desafio desse sistema também está na liberdade de não se precisar de agricultores para administrar a maior parte do processo de plantio e maturação dos alimentos, benefício que, por outro lado, reduz postos de trabalho no campo.

Além disso, toda essa tecnologia envolve investimentos pesados, tanto nos amplos ambientes fechados das estufas quanto na estrutura digital necessária, o que depende de outros setores da economia para o fornecimento que acompanhem tais inovações.

Em contrapartida, o World Horti Center enxerga um futuro para a Holanda não como um país produtor de alimentos, mas desenvolvedor de tecnologias de plantio.

Dessa forma, outros países podem contar com a experiência holandesa para rever suas tradições e suas relações econômicas, ambientais e sociais. Assim, eles também podem progredir bastante, pois a questão agrícola raramente se resolve localmente.

O compartilhamento internacional de conhecimento é primordial diante do aquecimento global, das mudanças climáticas que vêm com ele e do crescimento populacional.

Outra solução que vem ganhando defensores são as fazendas verticais:

Interessante, não acha? Não vai faltar assunto para suas aulas de inglês para negócios.

#economia #agricultura #inovação #produção #food #tendências #futuro #Holanda #sustentabilidade #aulasdeinglês #economy #agriculture #innovation #production #alimentos #trends #future #Holland #sustainabiity #englishclasses #languagepro

languagePRO há 31 anos desenvolve cursos de idiomas para empresas e
profissionais. Ensinamos inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e português para estrangeiros. Nossa missão é oferecer a nossos clientes uma experiência única de aprendizagem, com cursos personalizados, inovadores e ajustados aos seus interesses; apoiados recursos tecnológicos, total flexibilidade e suporte integral,

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

    × Podemos te ajudar?