O uso de expressões idiomáticas é muito freqüente e está presente na linguagem do cotidiano, na mídia, literatura, filmes e músicas.

O significado de uma expressão pode ser dito ou escrito em outras palavras, mas em geral optamos por ela para causar mais impacto no que queremos dizer: “isso é uma pedra no meu sapato” é muito mais enfático do que “isso é um algo que me incomoda”.

O conhecimento amplo e o uso de expressões idiomáticas determinam o grau de domínio do idioma e são alguns dos fatores que distinguem falantes nativos dos não-nativos.

Incorporar expressões ao vocabulário ativo é uma tarefa difícil para os estudantes da língua inglesa, que tentam traduzi-las “ao pé da letra”; com o perdão da brincadeira.

Muitas das expressões são metáforas e figurativas, não sendo possível deduzir seu significado procurando cada uma das palavras no dicionário.

Para entendê-las, deve-se analisá-las dentro do contexto em que são empregadas e construir seu significado.

As expressões idiomáticas têm origem cultural e conhecer essa origem pode facilitar a compreensão de seu significado e sua memorização.

 

Seguem alguns exemplos para ilustrar e enriquecer seu inglês:

He is alive and kicking.

Ele está ativo, em pleno rigor.

Acredita-se que essa expressão foi criada pelos peixeiros de Londres no século 18, referindo-se aos peixes frescos que se agitavam e pulavam nas caixas.

He gets good grades because he is a real apple-polisher!

Ele tira boas notas porque é um verdadeiro puxa-saco!

Expressão que surgiu de uma prática nos EUA, que iniciou em 1928 e virou tradição: os alunos nas escolas levavam uma maça bonita e brilhante para os professores para tentar ganhar tratamento especial.

We must meet the Friday deadline.

Temos que conseguir até o prazo final de sexta-feira.

A expressão tem origem no campo de prisioneiros de má fama da Confederação de Andersonville, durante a Guerra Civil Americana. Uma linha foi demarcada perto da cerca do campo e qualquer prisioneiro que ultrapassasse essa linha era fuzilado na hora!

The band’s sudden success may just be a flash in the pan.

O sucesso repentino da banda pode ser simplesmente fogo de palha.

As antigas armas de fogo do século 17, a espoleta ficava numa cavidade chamada the pan em inglês. Raramente a arma disparava na primeira tentativa e o pó simplesmente arrebentava em chamas – a flash.

We pay through the nose for our kids’ private education.

Pagamos os olhos da cara pela educação particular de nossos filhos.

Em inglês, pagamos com o “nariz” e não com os “olhos”. Essa expressão vem do século 9, quando os dinamarqueses invadiram a Irlanda e começaram a cobrar um novo imposto individual, chamado de Nose Tax porque os invasores cortavam o nariz de quem se recusava a pagar!

 

Siga nosso Blog e veja outras dicas interessantes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up