Aula prática: como pronunciar o ‘R’ do sotaque britânico

Difícil ou Fácil falar como um inglês?

Com certeza, é um símbolo de charme e elegância para muitos, mas a forma característica de se articular o som da consoante no Reino Unido merece uma aula de dicção, uma vez que apresenta sons muito específicos.

Falar o inglês britânico ou o americano?

Nas suas aulas de inglês, qual dos dois principais sotaques você prefere adotar nos exercícios de speaking? O britânico ou o americano? A primeira vista, o sotaque britânico tornou-se uma meta frequente do bem falar da língua inglesa.

Na verdade, foi a Inglaterra o local de origem do idioma, um país que é um reino de séculos de tradição cultural e localizado no que muita gente chama de berço da civilização ocidental, a Europa

Por outro lado, o sotaque americano ganhou para muitos os ares mais informais e dinâmicos associados à economia e à cultura dos Estados Unidos. Em termos de pronúncia, um dos aspectos mais característicos dos dois sotaques é a forma de se falar a letra ‘R’ quando desacompanhada de uma vogal logo em seguida.

Analisemos as diferenças de pronúncia do R

Enquanto americanos puxam e curvam a parte posterior da língua com ênfase, produzindo uma sonoridade que lembra o que no Brasil muitos associam ao ‘R’ falado em boa parte do interior paulista, o britânicos adotam uma pronúncia mais relaxada e aerada.

Num contexto tão imerso na cultura hollywoodiana como o da mídia brasileira, não raro soa estranho em exercícios de listening, como também um desafio de dicção nos de speaking.

Pois bem, para entender melhor como os britânicos pronunciam essa letra tão comum, este vídeo do canal do YouTube Learn English with Gill (engVid), traz exemplos bem claros e fáceis de se entender quando os dois sotaques diferem, o que você pode tentar praticar nas suas aulas de inglês.

O ‘R’ seguido de vogal, ‘Y’ ou num dígrafo com segundo ‘R’ soa da mesma madeira para ingleses e americanos. No caso dos encontros consonantais – uma consoante seguida de ‘R’, como em broad ou friend – também fala-se da mesma forma nos dois lados do Atlântico.

O nome técnico do sotaque britânico para pronunciar o R:  não-rótico.

Nesse sentido, o que difere e particulariza o sotaque inglês é quando o ‘R’ é antecedido por uma vogal e então precede outra consoante, de modo a ter seu som bem isolado. Esse é o caso em que eles não pronunciam o som da letra, mas sim alongam o som da vogal, como nas palavras park, market ou port.

O mesmo vale com as combinações “er” e “or”, caso de player ou donor, que fazem os britânicos suprimirem o som do ‘R’ e estenderem o som das vogais. Tente prestar atenção nas suas aulas de listening.

A própria noção de sotaque inglês é um conceito muito incompleto, pois, como em qualquer país, o Reino Unido tem diferentes sotaques para se adotar por um eventual estudante estrangeiro que se preocupe em soar fidedigno nas aulas de speaking.

No vídeo a seguir do YouTube Anglophenia,  Siobhan Thompson demonstra as diferenças de sotaque quando reúne   17 deles, com muito bom humor.

Talvez os puristas não percebam o quanto o inglês, inclusive o britânico, é a reunião de diversas influências linguísticas externas à Europa – o que, inclusive, explica muito da sua riqueza e o valor de se conhecer suas origens. Leia este blog desenvolvido pela languagePRO

Muito embora exista a impressão que, por serem um país mais jovem, os Estados Unidos tenham um inglês mais livre e independente em relação ao original, nem sempre esse tipo de desenvolvimento procede em relação à pronúncia.

Nesse sentido, há palavras que se mantêm faladas por lá da mesma forma que vieram da Inglaterra no século XVIII, antes dessas sonoridades caírem em desuso no seu país de origem.

Por outro lado, o que se chama de sotaque britânico clássico passou até por mais mudanças que o americano ao longo dos séculos:

BBC - YouTube

 

Gostou? Que tal treinar um pouco seus ouvidos e sua dicção nessa pronúncia, mesmo que depois você prefira manter o sotaque americano?

#pronúncia #dicção #sotaque #sotaquebritânico #sotaqueinglês #aulasdeinglês #pronunciation #diction #accents #britishaccent #englishaccent #speaking #listening #englishclasses #languagepro

languagePRO há 30 anos desenvolve cursos de idiomas para empresas e profissionais. Ensinamos inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e português para estrangeiros. Nossa missão é oferecer a nossos clientes uma experiência única de aprendizagem, com cursos personalizados, inovadores e ajustados aos seus interesses; apoiados recursos tecnológicos, total flexibilidade e suporte integral,

 

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

    × Podemos te ajudar?